A história do “Chá das Cinco”

“Há poucas horas na vida mais agradáveis do que a hora

dedicada à cerimónia conhecida como chá da tarde.”

Henry James

 

Originário da China, o chá foi introduzido na Europa pelos portugueses no século XVI. Conhecido como um hábito tipicamente britânico, o “chá das cinco” foi introduzido na corte inglesa por Catarina de Bragança, princesa portuguesa, filha de D. João IV, quando esta casou com Carlos III de Inglaterra. O dote de Catarina deve ter sido um dos mais exóticos e sumptuosos da História: 500 mil libras de ouro, o livre comércio de Inglaterra com as possessões portuguesas na Ásia, em África e nas Américas, a cidade de Bombaim e uma caixa de chá…

O dote de Catarina foi determinante para o futuro imperial da Inglaterra e o chá iria mudar para sempre a vida dos seus súbditos, tornando-se um elemento indissociável da sua personalidade e da sua maneira de ser.

No entanto, só por volta do ano de 1830 é que esta tradição foi completamente implementada pelos ingleses, com a ajuda da Duquesa de Bedford, que considerava o “chá das cinco” uma oportunidade para exibir maravilhosas peças de porcelana e prata. Como consequência, foram criadas regras de etiqueta para o serviço de chá e receitas que fariam parte do cardápio (e que ainda hoje fazem) como: torradas com manteiga, geleia ou mel; scones, muffins, bolos e uma grande variedade de biscoitos e pãezinhos.

Em Londres, é possível viver algumas das melhores experiências relacionadas com o “chá das cinco”. Se não quiseres perder a oportunidade de experimentar os melhores menus, recomendamos o Harrods, o Fortum and Mason e ainda os hotéis Ritz, Savoy ou o Dorchester.

Aproveita já os voos da easyJet Portugal com partida de Lisboa, Porto, Faro e Funchal para Londres e não chegues atrasado ao “chá das cinco”!

Até onde queres ir? http://www.easyjet.com/pt

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *